A conquista do acesso – Paulista série A3 – 2006

Invasão jauense e o “milagre” na Fonte Luminosa

2006O ano de 2006 foi histórico e marcante para os torcedores quinzeanos. O Galo da Comarca estava disputando a 3ª divisão paulista (conhecida também como série A3) pelo 9º ano consecutivo (fomos rebaixados em 1997, e nunca conseguimos voltar). O grande desafio era esquecer 2005, quando fomos derrotados em casa, com mais de 20 mil pessoas lotando o Jauzão, pelo Rio Claro na última rodada da fase final do campeonato, sendo que apenas um empate bastaria para conquistarmos o acesso (XV de Jaú e Rio Claro haviam se enfrentado três vezes durante a competição, e os quinzeanos saíram vitoriosos nas três).

Águas passadas. Em 2006 (assim como 2005), o campeonato era disputado de forma diferente de atualmente. Os 20 times se dividiam em dois grupos de dez cada, e se enfrentavam em turno e returno. O grupo do XV (grupo 1) era formado por:

Barretos                                                        Botafogo

IMG_20140909_170012                             IMG_20140909_170031

Ferroviária                                                   Francana

IMG_20140909_170042                                             IMG_20140909_170048

Matonense                                                   Monte Azul

IMG_20140909_170100                                            IMG_20140909_170019

Osvaldo Cruz                                              São Carlos

IMG_20140909_170037                                            IMG_20140909_170025

SEV Hortolândia

IMG_20140909_170054    OBS: imagens retiradas do suplemento lançado pelo jornal “Comércio do Jahu” em 28 de janeiro de 2006.

O grupo 2 era formado por ECO Osasco, Flamengo, Independente, Itararé, Mauaense, Primavera, Santacruzense, São Bernardo, São José e São Vicente.

O elenco do XV de Jaú estava preparado para a disputa. Vieram vários reforços, como o goleiro Dida, ex-Iraty (PR); Wellington Costa, ex-Ulbra (RS); Anderson, ex-Volta Redonda (RJ), Leandro Miranda, ex-Sertãozinho, entre outros. Do time campeão paulista sub 20 de 2005, apenas Amarildo e Marquinhos eram titulares do elenco de 2006. O zagueiro Cleber havia retornado ao jauzão após empréstimo ao Palmeiras no segundo semestre do ano passado. Os jogadores e comissão técnica eram os seguintes (imagens retiradas do suplemento lançado pelo jornal “Comércio do Jahu” em 28 de janeiro de 2006)

titulares 2006

Primeira Fase

IMG_20140909_161816A jornada do XV se iniciou no dia 28 de janeiro na cidade de Franca, às 19:00. O adversário era o Francana, e conseguimos um empate por 2×2. No primeiro jogo diante da sua torcida, no dia 4 de fevereiro, empate sem gols contra a Matonense. Na terceira rodada, o primeiro tropeço: 2×0 para a Ferroviária em Araraquara. Nossa primeira vitória veio na rodada seguinte, num domingo de manhã no Jauzão, quando vencemos o São Carlos por 3×1. E foi nesse momento que o XV começou a deslanchar no campeonato: nos próximos 4 jogos, 3 vitórias e um empate. Empate em 1×1 contra o Osvaldo Cruz fora de casa, e vitórias contra Monte Azul (2×0, em Jaú), Barretos (2×1, em Barretos) e SEV Hortolândia (2×1, em Jaú). A boa sequência foi quebrada pelo forte Botafogo em Ribeirão Preto (o Botafogo se tornaria o campeão daquele ano, vencendo o São José na final), em uma derrota por 2×1. Na rodada seguinte, tropeço em casa diante da Francana por 3×3. A recuperação aconteceu na 11ª rodada, em uma goleada sobre a Matonense por 5×0, em Matão. Diante de sua torcida, o XV derrotou a Ferroviária por 3×1, mesmo placar em que fomos derrotados em São Carlos. Pela 14ª rodada, vitória em casa sobre o Osvaldo Cruz por 2×0. Na rodada seguinte, derrota para o Monte Azul por 2×0, fora de casa. Nas três últimas rodadas da primeira fase, o XV ficou invicto: vitória sobre o Barretos em Jaú por 4×2, nova vitória sobre o SEV Hortolândia por 1×0 em Hortolândia, e empate em 3×3 contra o Botafogo, em Jaú. O XV estava classificado para a fase final pelo segundo ano consecutivo, ao terminar na quarta colocação.

1ª rodada – Francana 2×2 XV DE JAÚ

2ª rodada – XV DE JAÚ 0x0 Matonense

3ª rodada – Ferroviária 2×0 XV DE JAÚ

4ª rodada – XV DE JAÚ 3×1 São Carlos

5ª rodada – Osvaldo Cruz 1×1 XV DE JAÚ

6ª rodada – XV DE JAÚ 2×0 Monte Azul

7ª rodada – Barretos 1×2 XV DE JAÚ

8ª rodada – XV DE JAÚ 2×1 Sev Hortolândia

9ª rodada – Botafogo 2×1 XV DE JAÚ

10ª rodada – XV DE JAÚ 3×3 Francana

11ª rodada – Matonense 0x5 XV DE JAÚ

12ª rodada – XV DE JAÚ 3×1 Ferroviária

13ª rodada – São Carlos 3×1 XV DE JAÚ

14ª rodada – XV DE JAÚ 2×0 Osvaldo Cruz

15ª rodada – Monte Azul 2×0 XV DE JAÚ

16ª rodada – XV DE JAÚ 4×2 Barretos

17ª rodada – Sev Hortolândia 0x2 XV DE JAÚ

18ª rodada – XV DE JAÚ 3×3 Botafogo

Fase final – emoção até a última rodada

O XV de Jaú disputou a fase final no grupo 3, ao lado de Ferroviária (1ª colocada do grupo 1), Santacruzense e São José (2º e3º do grupo 2, respectivamente). No grupo 4, São Bernardo (1º do grupo 2), Botafogo (2º do grupo 1), Osvaldo Cruz (3º do grupo 1) e ECO Osasco (4º do grupo 2).

Nossa primeira partida foi disputada em casa, no dia 30 de abril. Empatamos com a Ferroviária em 2×2. Na segunda rodada, novo empate, agora fora de casa: 1×1 diante da Santacruzense. Na última rodada do primeiro turno, o torcedor jauense viu a situação do XV se complicar. Derrota por 4×2 contra o São José, fora de casa.

No começo do returno, o jogo era decisivo para o XV, só a vitória interessava. E conquistamos nossa primeira vitória na fase final, 1×0 em cima do São José, no Jauzão. As esperanças se renovaram, e o próximo jogo seria novamente em Jaú, contra a Santacruzense. Mais uma vitória e o XV estaria encaminhado para o acesso, mas infelizmente não passamos de um empate em 2×2. O último jogo seria contra a Ferroviária, fora de casa. E claro, como nada para o quinzeano é fácil, precisaríamos da vitória. Mais sofrimento pela frente.

1ª rodada – XV DE JAÚ 2×2 Ferroviária

2ª rodada – Santacruzense 1×1 XV DE JAÚ

3ª rodada – São José 4×2 XV DE JAÚ

4ª rodada – XV DE JAÚ 1×0 São José

5ª rodada – XV DE JAÚ 2×2 Santacruzense

O jogo do acesso – 21/05/2006

O XV de Jaú precisava da vitória de qualquer jeito para conquistar o acesso. A situação era a mesma que o Rio Claro enfrentou em 2005, apenas a vitória importava ao time rio-clarense. Uma vitória ou um empate bastaria para o XV conquistar o acesso. Mas infelizmente, perdemos no último minuto (maldito Luciano Gigante) e permanecemos na terceira divisão. Foi o “Maracanazzo” jauense.

Os deuses do futebol quiseram que em 2006 o XV de Jaú enfrentasse a mesma situação da qual foi vítima no ano anterior. Apenas a vitória interessava, um empate ou um tropeço e o XV ficaria pelo 10º ano consecutivo na terceira divisão.

Naquele momento, a situação do grupo 3 era a seguinte:

1º – São José  08 pontos

2º – Ferroviária 06 pontos (saldo de gols: 0)

3º – XV DE JAÚ  06 pontos (saldo de gols: -1)

4º – Santacruzense  5 pontos  

Grupo embolado, foi uma verdadeira guerra. O XV de Jaú poderia até chegar à decisão do campeonato, dependendo do resultado do jogo entre Santacruzense e São José. O São José venceu o jogo por 2×0, e foi à final (derrotado pelo Botafogo, que se tornou campeão). Já o jogo do XV… Bem, o jogo do XV deixamos para que vocês assistam e revivam todas as emoções desse jogo histórico, o dia em que finalmente saímos da terceira divisão. O local destinado para a batalha foi a Fonte Luminosa (ainda não tinha sido reformada, não era uma “arena” como atualmente). Dois ônibus e vários carros de Jaú partiram em peregrinação para acompanhar esse jogo histórico, totalizando cerca de 200 jauenses em Araraquara. Abençoados Paulinho e Douglas Richard! Bom jogo!

Ferroviária 0x2 XV DE JAÚ

Local: Fonte Luminosa (Araraquara – SP)

Data: 21/05/2006, 15 horas

XV DE JAÚ: Dida; Rafael, Cleber, Amarildo e Dudu; Wellington Costa, Leandro, Dê e Anderson; Paulinho e Douglas Richard.

Técnico: Doriva Bueno

Ferroviária: Márcio; Max Carrasco, Edson Rocha, Thiago Costa e Tobias; Bruno, Leônico, Leandro Donizete e Anderson; Sandro Goiano e Dinei.

Técnico: Toninho Moura

Gols: Paulinho (2 minutos do 2º tempo); Douglas Richard (30′ do 2º tempo)

ingresso
(Comprovante do ingresso da partida fornecido por Murilo Surian)

Imagens retiradas da transmissão realizada pela equipe da emissora TV LOCAL (Jaú).

Equipe de transmissão: Edson Rocha, Irineu Martins, Sérgio Turini e Paulo Soares.

 

Tiago Pavini

Anúncios

Um comentário em “A conquista do acesso – Paulista série A3 – 2006

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s